quinta-feira, 16 de agosto de 2007

Utilizando o Debian Lenny

O Debian é uma das maiores distribuições GNU/Linux existentes, ele tem uma enorme comunidade no mundo todo e seu sistema de pacotes é muito simples de ser utilizado, além de ser uma base para muitas outras distribuições famosas como o Knoppix, Kurumin e o Ubuntu.


Os novatos geralmente se confundem com o modo como o Debian é "versionado". No Debian temos o número da versão, a atual é a 4.0, e um codinome, existe, por exemplo, o Debian Woody, o Buzz, o Sarge... mas de onde vêm esses nomes? Da animação Toy Story! Cada versão do Debian ganha o nome de um personagem do filme. A versão estável atual é o Etch, que é a losinha mágica.
Mas espera aí, eu disse estável... Há outras? Sim há! As novas versões de programas que você conhece são adicionadas ao Debian instável, após um período de testes e adaptações ele passa para a versão de teste e se tudo correr no próximo lançamento Debian ele passa para a versão estável. Hum acho que confundi um pouco as coisas agora né?
Vamos pensar assim, o Amsn por exemplo, a versão mais nova dele (estável) é a 0.96, mas no Debian Etch (Atual Debian estável) a versão do Amsn é a 0.95, isso por que essa versão foi adicionada ao Debian Etch quando ele ainda era Teste, e quando ele passou a ser a versão estável o Amsn 0.95 veio junto. No Debian Lenny, que é a versão de testes atualmente o Amsn encontra-se na versão 0.96.
Mas a grande questão aqui é, eu posso usar o Debian versão de teste? Ele é seguro? Ambas as respostas são sim, a vantagem de utilizar o Debian teste é ter pacotes mais atuais, na verdade versões mais atuais, pois os pacotes da versão estável continuam sendo mantidos. Mas agora, como usar a versão de teste?
Simples você precisa apenas editar o arquivo /etc/apt/sources.list, se você ainda não conhece esse arquivo, deixe-me lhe mostrar como ele é, a formatação dele inclui linhas mais ou menos como essa:

deb http://ftp.debian.org/debian/ etch main contrib non-free

Um monte de coisa né? Mas não se assuste, olhe só o que cada coisa significa:

deb -> Aqui dizemos que queremos os pacotes com os binários, ou seja os programas em si, geralmente essa linha vem acompanhada de uma outra igual apenas trocando o deb por deb-src, o que significa que também queremos ter a opção de baixar os fontes dos programas.

http://ftp.debian.org/debian/ -> Essa linha diz qual é o servidor que o sistema busca para baixar os pacotes, existem muitos servidores com pacotes extras, eu mesmo só utilizo os pacotes do servidor oficial e o multimidia.

etch -> Aqui é que a mágica de troca de distribuição acontece, como você pode ver a minha opção é etch, ou seja o Debian estável atualmente, mas eu poderia usar o nome stable, para indicar que quero a versão estável não importa o codinome dela. Você pode usar aqui o nome testing para o Debian teste que é o Lenny atualmente, pode usar também unstable que é o Debian que recebe mais pacotes atualizados, mas é o instável, seu uso não é recomendado a não ser que você consiga resolver possíveis problemas. O codinome do Debian instável é Sid, Sid é o vizinho malvado no filme Toy Story, ser instável é bem a cara dele certo?

main contrib non-free -> Aqui são definidos os tipos de pacotes que você quer no seu sistema, "main" são os pricipais pacotes de software do Debian e os que utilizam licenças de software livre, "contrib" são os pacotes de software livre mas que contém alguma dependência de outros pacotes ou softwares não livres, e "non-free" que são so softwares cujas licenças impõem restrições de uso ou distribuição.

Agora que você já conhece um pouco melhor a estrutura do Debian fica fácil fazer a troca de versão. Utilize o editor de texto de sua preferência para alterar o arquivo /etc/apt/sources.list trocando o nome versão do Debian. No meu caso eu coloquei Lenny. Depois disso salve o arquivo, atualize a lista de pacotes e por fim faça a atualização do sistema... Como? Assim: Digite esses comandos como usuário root:

# aptitude update

# aptitude dist-upgrade

Você pode perfeitamente utilizar duas ou mais versões do Debian de uma vez, mas lembre-se de colocar uma linha para cada versão. Fora isso tenha em mente que o apt vai buscar sempre a versão mais atual do pacote, ou você pode escolher a versão à ser instalada utilizando o aptitude.

Bem, por hoje é só e boa sorte com seu novo Debian =)

InFog

10 comentários:

Walter Cruz disse...

Eu sempre usei o debian unstable! Acho muito bacana.

Numb3r202 disse...

Quanto a segurança, acho que o stable é imbatível, uma vez que faz pouco tempo que foi criado um time de segurança para o testing. Realmente o Lenny está muito bom, com pacotes novos e estáveis. No quesito segurança, acho melhor usar o Stable ou mesmo o SID, uma vez que nesse último novas versões chegam primeiro, muitas vezes corrigindo a falha de segurança. Atualmente estou com o Debian Etch, se a tentação não for maior, continuarei nele, caso contrário, irei para o SID.

Até mais!

Arllen Victor disse...

Eu ja estava utilizando o Debian Lenny, e realmente está show! Particularmente ja nao uso o Etch. O unico problema que tenho com o Lenny é o alsa. Tenho sempre que dar um jeito de compilar o driver na minha placa de som ( snd_intel8x0 ). No mais, é tudo beleza.
Parabens pelo excelente Post. Vai pra minha pasta de Documentos ;)

[]'s

Professor David disse...

Eu também to usando o Lenny e realmente está matador!!

No meu caso o som esta ok.. o meu problema é com o driver de video (SIS que nojo) que aparece uns riscos bem lokos na tela as vezes e, recentemente o KDE não monta mais autoamticamente os USB's, tipo o ivman funciona, monta o pendrive normal mas o KDE não exibe os icones nem põe na janela do media:// , o legal é que CD e outros tipos de midia vão normal...Mas não tem nada não!! Daqui a pouco o santo apt-get nos traz a correção..rsrsr

Parabéns pelo artigo.. realmente muito bom e esclarecedor...

flw

InFog (Evaldo Junior) disse...

Prof David, eu também utilizo uma placa de vídeo da SiS (horrível), e comigo não acontece esse problema, o som também está normal, inclusive as USB's estão trabalhando normalmente, mas acho que isso varia de hardware para hardware =)
Ahh lembrando que hoje é aniversário do Debian =)

InFog

Professor David disse...

Bem.. se alguem mais teve o mesmo problema que eu, acabei arrumando uma solução plausivel...

http://forums.gentoo.org/viewtopic-t-518094.html

O meu vídeo também já ficou legal depois do dist-upgrade.. Agora meu debian tá perfeito de novo!!!

Diego Souza disse...

Vida longa ao Debian!

Paulo Alexandre disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paulo Alexandre disse...

Achei muito interressante essa reportagem, realmente não sabia de onde vinha os nome!!

Até comentei dela no meu blog, e inclui seu banner lá. Se tiver interresse no meu banner eu agradeço.

techcoisas.blogspot.com/

Abraços!!

Paulo Alexandre disse...

Esse é o banner do Tech Coisas, ainda não tive tempo de elaborar uma melhor, espero não estragar o visual do seu site :)

http://img3.freeimagehosting.net/uploads/0367a9f741.gif

queria mandar o codigo html todo, mas não dá!!!