sábado, 7 de julho de 2007

Desenvolvendo para a WEB

Este é um post para mostrar que o desenvolvedor WEB tem muitas vantagens quando usa o GNU/Linux como sistema opracional em sua máquina de trabalho.
Porque usar uma distribuição GNU/Linux para desenvolver? Bem as vantagens são muitas, temos, por exemplo, ótimos editores de texto que fazem a marcação de código deixand-o muito mais legível. Esse abaixo é o Kate, que vem com o KDE.

Kate mostrando um código marcado

Há também o Gedit para o Gnome. Para aqueles que preferem o desenvolvimento "O que você vê é o que você tem" há programas como o NVU ou o Amaya que é o editor oficial do W3C, e por falar em W3C, é incrível o tormento que um desenvolvedor WEB passa para desenvolver coisas que seriam relativamente simples graças aos padrões estabelecidos pelo W3C. Você desenvolve seus sites, testa no Firefox, Seamonkey, Konqueror, Opera e tudo sai bem, chega no nosso querido IE as coisas começam a complicar, é muito chato quando você utiliza padrões e o principal browser (por enquanto) não os aceita.
Agora você deve se perguntar: Tá, mas como eu vou testar meus sites no IE usando Linux?. É muito simples, graças ao Wine e ao IEs4Linux você pode ter até três versões do Internet Explorer (6, 5.5 e 5) rodando, aliás, nem mesmo no Windows(r) você pode fazer isso.
Outra grande vantagem é pode utilizar um servidor WEB como o Apache de uma maneira muito simples, em distribuições como o Debian e o Ubuntu vocÊ pode fazer apenas um aptitude install apache e pronto!
Para a edição gráfica há ótimos programas como o Inkscape, o GIMP e o Xara Xtreme.
Para os que utilizam animações em Flash eu recomendo uma olhada aqui.
Fora os programas que eu citei aqui há muitos outros que fazem coisas parecidas ou até melhores, mas estes são basicamente os que eu uso e recomendo.
Até mais =)

InFog

17 comentários:

Diego Souza disse...

Postagem muito boa, parabéns.
Só corrige o erro de digitação no parágrafo do Gedit.

[]'s.

InFog disse...

Ops, Corrigido =)
Valeu...

haquiticos disse...

Não podemos esquecer do Quanta, pra quem trb pra web usando php ele eh invencivel..

Valdomiro disse...

É verdade existem muitas ferramentas livres para edição web. Prefiro o Bluefish ao Kate, e uso também o Ies4linux (maravilha de script), instalado no BigLinux.

O NVU parou no tempo e ai alguns, baseado nele, criaram o Kompozer que já vem com algum implemento na área de CSS e outras melhoras.

Sds.

Anônimo disse...

Realmente o Linux tem programas muito bons para a criação para Web. Mas não adianta tampar o sol com a peneira. Sou usuário linux e sinto falta de ferramentas mais completas WYSIWYG. O NVU parou e o Kompozer é um projeto tímido. O dreamweaver é o melhor nessa área e a Adobe infelizmente não tem planos de portá-lo para o linux. Abs

InFog disse...

É eu particularmente não gosto de WYSIWYG, mas para quem gosta as opções não são tão amplas assim.

Henrique disse...

Todo desenvolvedor de verdade (estou falando de desenvolvedor, não "webdesigner") sabe que ferramentas WYSIWYG não são nada produtivas. É por isso que todos os aplicativos WYSIWYG estão abandonados no Linux - ninguém quer perder tempo fazendo algo que não vá funcionar direito, e que vai demandar várias atualizações frequentes para conseguir ficar compatível com o mercado.

André Benedetti Toda disse...

Amigo

Faltou citar o eclipse que contém diversos plugins inclusive para a linguagem php.

abraço

Anônimo disse...

A versão 0.7.9 do kompozer, tá show de bola, nas versões anterios haviam muitos erros , principalmente quando iamos salvar uma página, nada ficava no lugar, legal podermos criar layers e tabelas e edita-los com alças como no Dreemweaver. espero que os desenvolvedores adicionem complementos como no firefox

Felipe 'chronos' Prenholato disse...

assim ... isto não está para artigo e nem para algo digno de br-linux, sem querer desmerecer a sua intenção nem o br-linux.

Acho que se vc desevolve mesmo valeria a pena escrever um artigo ou uma série de artigos mais completa sobre desenvolvimento web usando *nix.

boas coisas que vc pode citar é:

1 - variedade de interfaces para se programar
2 - variedade de editores
3 - variedade de plugins e scripts para editores

hum ...

resumindo na real, o cara pode usar vim, gvim, emacs, kate, kdevelop, gedit, etc.

no linux acredito termos 'nativo' os editores mais poderosos e podemos usá-los unidos.

o linux eh mais estável e robusto rodando um LAMPP local e gerencia melhor os recursos do micro

no linux tens quantaas áreas de trabalho quiser, que facilidade isto te dá. normalmente aqui eh inkscape em 1, gimp em outra, gvim em outra, firefox em outra ... e por ae vai.

o linux no geral é um ambiente mais agradavél para se programar.


agora, qto a editores WYSIWYG, acredito neles como a praga da web, onde todos os mulekes aprendem a fazer paginas, não conheço um que suporte desenhar código acessível e standart, o que só se consegue na unha.

bom, parabéns pela idéia, mas eu escreveria algo mais aprofundado :)

Thiago disse...

Devo dizer que você esta enganado em um ponto.
Não é impossivel se ter varios ie's no windows, de fato é bem simples, existe varios pacotes deste browser "standalone", o mais completo deste pacote se chama "multiple ie", e vem com todos os ie's, desde a versão 3 ate a 6, possibilitando que vc possua o ie7 na instalaçao padrao sem haver quaisquer tipo de erro (você pode até abrir todos ao mesmo tempo).

PotHix disse...

Æ!!

Quanto a testar no IE e em outros Browsers, você pode usar o Firefox e o IE ao mesmo tempo utilizando a extensão IETab do firefox, abrindo o firefox em uma aba e o IE na outra.

Há braços

InFog disse...

Pothix, o IETab só funciona no Windows.

Thiago, Nossa eu não sabia desse multiple IE, parece bem interessante para quem desenvolve no windows =)

Chronos, Obrigado por suas sugestões :-)

InFog

Elder disse...

"Praga da web" e "WYSIWYG" não ser produtivo... rsrsrs
Independente de ser para webdesigner ou não o uso de ferramentas que possam auxiliar a criação de um site não devem ser condenadas. Algumas pessoas parecem querer atrapalhar a comunidade linux. Precisamos reconhecer que ainda faltam alguns aplicativos nativos para Linux. Mas isso não é problema pq o wine roda o Dreamweaver. Concordo tb com o Eclipe. Ótima ferramenta, apesar de pesada.

Zecamarada disse...

Não concordo com você Elder!
O que o Felipe chamou atenção, foi aos padrões Web, padrão que quando adotado, torna mais fácil o desenvovlimento na unha do que em um editor WYSIWYG, apesar da facilidade, estes editores trazem uma carga de código desnecessário enorme. Tornando o código fonte um lixo, e não ajudando em nada nos Padrões Web que deveriam ser adotados por todos os desenvolvedores a muito mais tempo, forçando assim, a nossa amiga M$ criar vergonha na cara e adotar os padrões web no IE...

Diego Souza disse...

"Felipe 'chronos' Prenholato", ao invés de perder tempo digitando um grande texto avaliando/depreciando a postagem do InFog deveria estar escrevendo seu próprio artigo. Se não gostou é mais coerente fechar a página e sair sem postar comentários.

[]'s a todos.

Felipe 'chronos' Prenholato disse...

"Diego Souza", olá :].

Não concordo com você. Blogo quando da tempo e adoro quando recebo comentários, no blog ou em qualquer outro lugar, como eu mandei, na forma de feedback e sugestões.

Não fique 'insatisfeito' com meu comentário no InFog, postei tentando ser construtivo (talvez um pouco chato, e me perdoe se fui) ou no mínimo sugerir algo.

A sugestão de uma série de artigos voltada a desenvolvimento web em linux é uma ótima idéia, vou tentar desenvolver ela assim que tiver tempo.

[]'s :]